Home Notícias Suspeito de ser o executor da chacina em Lauro de Freitas foi preso.

Suspeito de ser o executor da chacina em Lauro de Freitas foi preso.

4 min read
0
0
27

Um homem suspeito de ser autor de uma chacina com seis mortos, que aconteceu em maio do ano passado, no bairro de Portão, na cidade de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, foi preso nesta terça-feira (13), no bairro de Mussurunga, em Salvador.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o suspeito, que não teve a identidade revelada, era considerado foragido da Justiça e estava no Baralho do Crime do órgão.

De acordo com o órgão de segurança pública, equipes da 34ª Delegacia Territorial (DT), através de ações de inteligência e de campana, encontraram o suspeito próximo de um supermercado em construção, no setor H do bairro de Mussurunga.

O homem foi apresentado na 34ª DT, onde foi cumprido o mandado de prisão expedido pela comarca de Lauro de Freitas.

Caso

 

Seis pessoas, incluindo dois adolescentes, forma mortos em uma chacina na cidade de Lauro de Freitas. As vítimas foram alvos de disparos de arma de fogo, na noite do dia 18 de maio de 2019.

Seis pessoas, ao todo, foram baleadas, sendo que três são da mesma família: uma tia e dois sobrinhos.

A polícia suspeita que a chacina aconteceu após os atiradores não encontrarem o real alvo do crime. Três suspeitos foram mortos em confronto com a polícia, um dia após o ataque.

De acordo com a polícia, os homens que atiraram contra as vítimas estavam à procura de uma mulher, que seria integrante de um grupo rival ao dos suspeitos. A identidade dela não foi revelada. Segundo a polícia, o crime foi motivado por disputas de tráfico de drogas.

A ação começou na Rua Santo Antônio, onde estavam a mulher e um adolescente. Ela conseguiu fugir, mas o jovem – identificado como Pablo Ferreira dos Santos, de 15 anos – foi baleado no peito. Ele morreu ainda no local. A polícia não informou se eles estavam juntos.

Depois do ataque, os homens seguiram para Rua Boca da Mata, a cerca de 1,4 km da Rua Santo Antônio. Nessa via, os suspeitos procuraram a mulher e não encontraram. Eles então atiraram contra moradores que estavam sentados em um banco, conversando na frente de uma casa.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Pedro Silveira Leite
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vejam também

Dois bandidos foram presos após terem feito funcionários e clientes de uma loja de reféns em Cajazeiras 8

Uma tentativa de assalto causou pânico entre clientes e funcionários da unidade das Lojas …