Home Concursos Prefeituras baianas oferecem 600 vagas para todos os níveis

Prefeituras baianas oferecem 600 vagas para todos os níveis

6 min read
0
0
218

A segunda quinzena de dezembro tem início com a oferta de 19.900 vagas em todo o Brasil, com destaque especial para as seleções realizadas pelas prefeituras. Na Bahia, são quase 600 vagas para os municípios de Ibirapitanga, Lajedinho e Santa Cruz Cabrália.

Distante 350 quilômetros de Salvador, o município de Ibirapitanga está localizado na região cacaueira, no sul do estado e busca preencher 505 vagas para os níveis fundamental, médio ou técnico e superior, com salários que variam de R$ 998 a R$ 15.000. Todo o processo seletivo está sob a responsabilidade da empresa Concursos Públicos, Pesquisas, Eventos e Marketing (Conpevem).

As provas objetivas deverão ser realizadas no dia 26 de janeiro e englobarão conhecimentos em Língua Portuguesa, Matemática, Atualidades, Noções de informática (exceto para os cargos de ensino fundamental) e Conhecimentos específicos. O concurso terá validade de dois anos.

Até o dia 23 de dezembro, a Prefeitura de Lajedinho também selecionará nove profissionais de níveis de escolaridade diversos para os seus quadros. O processo seletivo consistirá de análise curricular, de caráter eliminatório e classificatório, e entrevista, de caráter apenas classificatório. A contratação dos novos profissionais será pelo prazo de 24 meses, com a possibilidade de renovação por igual período, uma única vez, a critério da administração municipal.

Também no sul da Bahia, a Prefeitura de Santa Cruz Cabrália fará concurso para preencher as vagas para Agente de Combate às Endemias e Agente Comunitário de Saúde. O concurso está sob os cuidados do Instituto de Fomento, Educação e Pesquisa(IFEP) e as inscrições poderão ser realizadas entre os dias 1º de janeiro e 9 de fevereiro de 2020, através do endereço eletrônico www.ifepbr.org.br. Vale destacar que a prova objetiva tem data prevista para 15 de março de 2020.

Individualidades
O fundador do Núcleo de Aprendizado Colaborativo, o professor e advogado César Tavolieri lembra que os concursos oferecerem igualdade de condições para todos que participam. “O grande ponto é que nem sempre o que sabe mais é o aprovado. Por vezes, aquele que conhece a banca e a prova que vai fazer pode sair muito na frente”, diz, reforçando que o estudo individualizado, com claro conhecimento dos sabotadores  de aprendizado é a melhor alternativa para o resultado concreto na preparação.

Com uma experiência de mais de 15 anos na preparação para concursos, ele pontua que os alunos devem se preparar por meio de técnicas diferenciadas de aprendizado, como entender o seu cronotipo e o seu temperamento para amenizar os erros mais cometidos pelos concurseiros. “É essencial aprender a fazer a leitura das questões, aplicando a teoria, aprender a interpretação clara na leitura e técnicas estratégicas para realização das provas. Além de um cuidado especial com a questão emocional que é um fator determinante numa situação de avaliação como essa”, ensina.

César diz que o conhecimento dos assuntos pode ser adquirido até pelo aluno, pois para isso basta destrinchar o edital. “Outra coisa bem diferente é conseguir aplicar o conhecimento quando questionado em uma prova. Requer treinamento, estratégia, ajuste da concentração”, orienta. Segundo o professor, não basta assistir aulas ou ler apostilas e livros apenas. “Deve-se ter clareza no objetivo, criar rotinas e estratégias claras de estudos e principalmente não desistir”, finaliza o professor.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Pedro Silveira Leite
Carregar mais em Concursos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vejam também

Entre os dias 8 e 17 de janeiro, os soteropolitanos vão celebrar uma das maiores festas re…