Home Notícias Policial suspeito de vender armas da PM aguarda julgamento em liberdade

Policial suspeito de vender armas da PM aguarda julgamento em liberdade

3 min read
0
0
37

Está em liberdade provisória o sargento da Polícia Militar da Bahia suspeito de fornecer armas para criminosos em Salvador. A prisão preventiva foi revogada em 21 de maio, conforme consta no Diário de Justiça do Estado da Bahia.

A denúncia apresentada pelo Ministério Público Estadual (MP-BA) aponta que o militar teria cometido crime contra o sistema nacional de armas. O sargento foi flagrado fora de serviço, na noite de 14 de abril, com armas e munições dentro de um veículo na Avenida Gal Costa, no bairro de Sussuarana, na capital baiana. De acordo com o MP, o policial militar estaria negociando pistolas da corporação com criminosos.

A prisão em flagrante foi convertida em preventiva dois dias depois (16 de abril). O PM estava custodiado no Batalhão de Choque em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana. Ao justificar o pedido de soltura, a defesa do sargento alegou que o acusado é réu primário e possui residência fixa. Segundo a publicação no Diário da Justiça, o Ministério Público se manifestou contra a soltura.

Conforme o despacho do juiz Ricardo Augusto Schmitt, da 12ª Vara Criminal, com base no artigo 316 do Código de Processo Penal, “não se revela razoável a manutenção da custódia preventiva, até mesmo porque o fato em apuração não demonstra qualquer gravidade em concreto que justifique, de igual modo, a adoção de medida”.

O sargento da PM passará por audiência de instrução e julgamento no dia 19 de outubro, quando serão arroladas testemunhas de defesa e acusação

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Pedro Silveira Leite
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vejam também

Três homens cortaram arames do complexo penitenciário da Mata Escura e jogaram cerca de 2kg de drogas para dentro.

Três homens cortaram os arames de proteção do Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Sa…