Home Destaques do Dia Pichação em homenagem ao grupo É o Tchan em Fortaleza irrita apresentadores da Globo

Pichação em homenagem ao grupo É o Tchan em Fortaleza irrita apresentadores da Globo

4 min read
0
0
238

Que o grupo É o Tchan é sucesso em todo país desde a década de 90, isso todo mundo já sabe. Mas, a surpresa nesta terça-feira (8) foi com uma “homenagem” que a banda baiana recebeu de um suposto fã em Fortaleza. Ele aproveitou a sinalização “Pare” de uma rua da cidade para escrever um dos maiores versos da banda baiana: “Pegue no bumbum”.

A homenagem deixou os apresentadores do telejornal “CE 1ª Edição”, da TV Verdes Mares, afiliada da Globo no Ceará, bastante irritados. “O que era para ser só mais uma sinalização de trânsito, olha só no que se transformou, motivo de piada. Trecho de uma música. Você lembra dela?”, disse o apresentador Luiz Esteves, indignado.

A reportagem, em tom de denúncia, alertou para os riscos da singela pichação e entrevistou uma pedestre, identificada como dona Regina, contrária à “homenagem” ao É o Tchan: “É um apelo, uma coisa muito vulgar, não acho legal”. O repórter concluiu: “A pichação dividiu opiniões e pode confundir os motoristas”.

De volta ao estúdio, o apresentador concordou com a “gravidade” da pichação: “É aquela história, seria cômico se não fosse trágico”. A “homenagem” foi apagada pelo órgão de trânsito do Ceará, AMC (Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania). Ao vivo, o gerente de operação e fiscalização da entidade, Disraelli Brasil, chamou a brincadeira de “pintura indesejada” e “vandalismo”.

“É lamentável um tipo de atitude dessa. Pode parecer uma brincadeira, mas pode trazer consequências trágicas no sentido de estar confundindo a sinalização e contribuir até para um acidente. É uma infração ao Código Penal, porque está danificando um patrimônio público. Recebemos essa ocorrência via 190, a equipe foi ao local e, ao constatar, foi mandado apagar essa pintura indesejada. É claro que a gente não recomenda esse tipo de brincadeira ou qualquer tipo de vandalismo, é um ato de vandalismo que pode confundir a sinalização”, repudiou.

Luiz Esteves aproveitou a fala do entrevistado para criticar veementemente a “homenagem” ao É o Tchan e chamá-la de “crime”: “É vandalismo, é crime, é um bem público. São tantos recursos, dá para fazer uma brincadeira virtual, não precisar ir lá e pichar”.

A apresentadora Patricia Nielsen, que divide o comando do telejornal com Luiz Esteves, ironizou o autor da pichação: “Fico pensando quem perde tempo fazendo uma brincadeira dessa”.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por projetus
Carregar mais em Destaques do Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vejam também

Taxista e passageiro são mortos a tiros no bairro da Calçada

Um taxista e um passageiro foram mortos a tiros na noite da quarta-feira (21) na Calçada. …