Home Esportes Paratriatleta baiano dá lição de vida e supera os próprios limites

Paratriatleta baiano dá lição de vida e supera os próprios limites

7 min read
0
0
169

Vítima de paralisia cerebral, o palestrante motivacional e paratriatleta Samuel Bortolin, 29 anos, de Barreiras (a 858 km de Salvador), tem uma trajetória de superação cotidiana que ultrapassa os limites impostos pela condição física.

Ele foi gestado com um gêmeo, que não resistiu e morreu poucas horas após o parto prematuro. Aos sete meses, os pais perceberam a dificuldade motora e receberam o diagnóstico de paralisia cerebral com triplegia (comprometimento das pernas e um braço).

Mas, para Samuel, os obstáculos existem para serem superados. Por pouco tempo na vida se sentiu um “coitado”. Foi estimulado para vencer, se preparou e, hoje, é um exemplo para pessoas de todas as idades.

Na palestra Senhor do Próprio Destino, que já apresentou em diversos estados do Brasil, Samuel conta a trajetória pessoal, relatando problemas encontrados pelos pais ao saberem da condição do filho. Os médicos não deram sequer esperança que fosse falar e andar.

No entanto, a fé e a convicção dos pais, que não pouparam esforços para encorajar o menino, traçaram um novo destino. Hoje, ele é graduado em direito e educação física e tem pós-graduação em nutrição esportiva, todos cursados em São José do Rio Preto (SP).

Para compreender como foi, basta saber que quando ele nasceu, Barreiras tinha apenas uma fisioterapeuta, que o atendia aos fins de semana. Para potencializar os trabalhos que levassem a uma melhor qualidade de vida, durante 10 anos os pais o levavam a cada 45 dias a Brasília (DF), em viagem de 650 km, para atendimento no Hospital Sarah.

Em casa, a mãe repetia exercícios diários de fisioterapia, após observar o atendimento de profissionais da área. Com canos de PVC, o pai construiu um andador e, em madeira, fez uma mesa adaptada. O resultado positivo e aos 7 anos ele começou a andar.

Essa perseverança ele ensina hoje nas palestras que começou a proferir em 2015. Samuel revelou que o objetivo é ajudar as pessoas a acreditarem nelas mesmas e não se resignarem perante as dificuldades. Ele tem a própria história como o melhor exemplo e as palestras são, hoje, a principal fonte de renda.

Os exercícios físicos – praticados, inicialmente, para aumentar a resistência – aos poucos foram direcionados também para melhorar o desempenho em corridas de rua, quando passou a competir em vários estados.

Desafios

Ele queria mais. Em setembro de 2016, decidiu se preparar para um triatlo (corrida, natação e ciclismo). Transpôs a própria barreira com natação e, em menos de um ano, estava pronto para a primeira prova, em Brasília, em abril de 2017.

Para 2018, já tem eventos agendados para os meses de março e abril. Em maio vai participar no Rio de Janeiro da Wings For Life World Run, cuja renda é revertida para pesquisas e tratamentos de cura de lesões na coluna, realizada simultaneamente em vários países: “Em dezembro, quero participar da Volta da Pampulha, em Belo Horizonte (MG), a segunda maior corrida do país”.

Para ele e a esposa, a publicitária Carolina Malzyner, 2018 começou não só com a mudança de residência/escritório do casal para Brasília, mas também com a expectativa da chegada do primogênito, em meados deste ano. “Esta é a nossa maior alegria, dentre todas que já tivemos até hoje”, revela, emocionado.

Sobre a mudança para o Distrito Federal, ele explica que a escolha foi traçada pela localização geográfica, mas, principalmente, por querer crescer tanto na área das palestras, quanto no esporte. “Em Brasília, vislumbramos mais oportunidades”, conclui.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por projetus
Carregar mais em Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vejam também

Área de lazer é inaugurada na Vila Ruy Barbosa em Salvador

Uma nova área de lazer foi inaugurada no bairro de Vila Ruy Barbosa, na Cidade Baixa, na n…