Home Justiça Médica autuada por homicídio por ter atropelado bailarina é denunciada pelo MP

Médica autuada por homicídio por ter atropelado bailarina é denunciada pelo MP

3 min read
0
0
176

A médica Rute Nunes Oliveira Queiroz, 49 anos, autuada por homicídio após ter atropelado a bailarina e professora de dança, Geovanna Alves Lemos, de 41 anos, foi denunciada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). A acusada sofreu duas ações judiciais e tem até a sexta-feira (03) para apresentar a defesa.

O MP recebeu em maio deste ano o inquérito que indiciou a médica por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. A documentação foi produzida pela 16ª Delegacia Territorial (DT/Pituba).

Relembre o caso

A professora de balé, Geovanna Alves Lemos, 41 anos, morreu após a moto em que ela estava ter sido atingida pelo carro, um Kia Sportage, que estava sendo dirigido pela médica Rute Nunes Oliveira Queiroz, 49 anos. O acidente aconteceu na Avenida Antonio Carlos Magalhães, em 15 de março deste ano, no momento em que o carro atravessou o canteiro central da via, próximo a posto de gasolina e atingiu a moto, que estava no sentido contrário.

Geovanna era carona na motocicleta, estava a caminho do trabalho e não resistiu ao impacto da colisão. Já o motociclista ficou ferido, foi atendido no local e em seguida encaminhado para 16ª Delegacia de Polícia, na Pituba.

A médica foi autuada em flagrante por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. No dia do acidente, ela foi encaminhada também para a 16ª DT e, após realizar exames de corpo de delito, toxicológico e pagar uma fiança de R$ 4 mil, ela foi liberada.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por projetus
Carregar mais em Justiça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vejam também

Taxista e passageiro são mortos a tiros no bairro da Calçada

Um taxista e um passageiro foram mortos a tiros na noite da quarta-feira (21) na Calçada. …