Home Economia Fecomércio critica postura dos bancos particulares na crise gerada pela pandemia

Fecomércio critica postura dos bancos particulares na crise gerada pela pandemia

2 min read
0
0
151

A Atuação dos bancos particulares no enfrentamento a pandemia do coronavírus e a ajuda às empresas já foi altamente questionada por vários seguimentos na Bahia e no Brasil. O presidente da Fecomércio-BA, Carlos Andrade, afirmou que os bancos particulares ainda não estão colaborando com as empresas para o enfrentamento dessa crise causada pela pandemia.

“Os bancos particulares tem tido uma atuação muito tímida. O Itau por exemplo teve um faturamento alto no ano passado e doou apenas R$ 1 bilhão para ajudar as empresas. Eles gastam muito com propagandas na TV e não disponibilizam crédito com facilidade para as empresas. Nós temos que cobrar mais dessas instituições que não tem limites para cobrar juros e fazer taxas exorbitantes para população”, disse.

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), também criticou no twitter a postura dos bancos particulares do Brasil. Segundo ele os Bancos que sempre tiveram um lucro muito alto não estão fazendo as facilidades de crédito necessárias para empresas enfrentarem a crise do coronavírus. “A Febraban, instituição que representa os bancos privados, deveria ter vergonha de fazer publicidade dizendo que os bancos estão ajudando o Brasil a enfrentar o Coronavírus”, disse

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Pedro Silveira Leite
Carregar mais em Economia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vejam também

Entre os dias 8 e 17 de janeiro, os soteropolitanos vão celebrar uma das maiores festas re…