Home Bahia Familiares que desenterraram mulher podem responder por violação funerária

Familiares que desenterraram mulher podem responder por violação funerária

2 min read
0
0
148

Familiares que desenterraram uma mulher em Riachão das Neves (a 899 km de Salvador) podem responder por crime de violação de sepultura com pena de até 3 anos. De acordo com o delegado local, Arnalto Montes, o caso tem chance de ser arquivado a depender do laudo psicológico da mãe e do primo, envolvidos na situação.

Ainda segundo o delegado, a mãe e o primo, que não tiveram identidade revelada, foram ouvidos na tarde desta quinta-feira, 15. Eles alegaram que o corpo estava do mesmo jeito que foi enterrado, com pouca ou nenhuma diferença na posição das mãos.

O fato aconteceu porque a mãe sonhou que Rosângela Almeida dos Santos, de 37 anos, tinha sido enterrada viva. Ela relatou a polícia que pagou R$ 400 para aplicar formol no corpo de Rosângela, o que explica o fato dela estar intacta após 10 dias de enterrada.

“Vou solicitar a Secretaria Municipal de Saúde um laudo e um acompanhamento psicológico sobre o ‘Estado Psicológico’ dessa mãe que está sofrendo muito com tudo isso”, disse o delegado.

O caso

Rosângela morreu no dia 28 de janeiro por conta de um choque séptico (infecção bacteriana no sangue) e foi enterrada no dia 29, no Cemitério Nossa Senhora Santana. No dia 9 de fevereiro, 10 dias depois, por volta das 18h, ela foi desenterrada.

O delegado só concluíra o inquérito após ouvir outras possíveis pessoas envolvidas no caso.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por projetus
Carregar mais em Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vejam também

Jovem é morto a tiros no bairro do Engenho Velho de Brotas

Um jovem de 20 anos foi morto a tiros na noite desta terça-feira, 20, na rua Almirante Alv…