Home Notícias Estudantes do CETEP de Irecê promovem campanha educativa para a identificação do uso da biomassa da banana verde

Estudantes do CETEP de Irecê promovem campanha educativa para a identificação do uso da biomassa da banana verde

8 min read
0
0
210

Depois do repercutido e premiado projeto “Biomassa de banana verde como fonte alternativa de alimentação”, desenvolvido pelo es­tu­dante Tailan de Melo, no curso téc­nico de Agro­pe­cuária do Centro Ter­ri­to­rial de Edu­cação Pro­fis­si­onal (CETEP) da Bacia do Rio Grande, em Bar­reiras, o uso da biomassa de banana verde se tornou objeto de projeto de iniciação científica dos estudantes do CETEP de Irecê. Batizado de “Campanha educativa para a Identificação do uso da biomassa da banana verde”, o trabalho foi realizado junto à comunidade  de Olhos D´Água, no distrito de Ibiteba, que fica perto ao distrito de Mirorós,  um polo produtor de banana, em Irecê.

O estudante do curso de Nutrição Dietética do CETEP de Irecê, Everton Figueredo, 22, fala com entusiasmo sobre a repercussão do projeto, junto à comunidade visitada pelos alunos envolvidos com o projeto. “Foi muito gratificante participar de um projeto que levou conscientização alimentar a uma população sobre a feitura de um produto nutritivo, saudável e de baixo custo. A comunidade ficou encantada porque desconhecia que a banana verde pode gerar uma massa saudável e fácil de fazer para ser usada no preparo de diversos alimentos, como bolo, brigadeiro, patê, maionese e tantos outros”.

A professora dos cursos técnicos de Auxiliar de Cozinha, Nutrição Dietética e Agropecuária do CETEP de Irecê, Érica Paiva, conta que o projeto prático ganhou repercussão positiva junto às comunidades onde os produtores de banana não sabiam o potencial da banana verde. “Temos muita matéria-prima que não era bem aproveitada por desconhecimento da população. Com o nosso projeto, contribuímos com os produtores de banana, que foram convidados por nós para uma palestra sobre o assunto. Depois, preparamos a biomassa e fizemos brigadeiro, torta salgada e Brownie. Eles degustaram e ficaram encantados”.

 

Acessibilidade social – Um dos frutos mais consumidos do mundo, sendo o Brasil o segundo maior consumidor e o terceiro maior produtor, a banana tem uma enorme aceitabilidade social por conta do seu sabor e das suas características nutricionais. Nela, tem-se carboidratos, sais minerais (potássio, manganês, iodo e zinco), vitaminas B e C e ácido fólico.  Em seu estado verde, não tem valor comercial. Conforme os especialistas, os minerais estão em maior quantidade no fruto verde, que também apresenta grande concentração de fibras, carboidratos e amido, além de baixa concentração de sacarose, lipídeos e cinzas. Além disso, a biomassa de banana verde contribui para o emagrecimento, porque as fibras promovem saciedade por mais tempo, bem como melhora a imunidade, contribui para o desenvolvimento da microbiota intestinal, reduz o risco de câncer de intestino, controla os níveis de colesterol, previne o diabetes e evita o acúmulo de gordura abdominal.

 

Utilidade na culinária – A biomassa de banana verde pode ser utilizada na culinária como um espessante, para dar mais consistência nas receitas culinárias, substituindo boa parte das receitas que utilizam, por exemplo, farinha de trigo, óleo, maionese e creme de leite, sem alterar o sabor ou interferir no sabor do prato. O preparo da biomassa de banana verde é simples e, quando feita em casa, pode ser guardada na geladeira por sete dias ou congelada por até dois meses. Para descongelar basta deixar a biomassa em temperatura ambiente ou aquecê-la em banho-maria. Veja o modo de preparo abaixo.

Receita da biomassa de banana verde

  • Retire dez bananas do cacho com cuidado, preservando os talos
  • Higienize as bananas com água e sabão
  • Coloque no fogo uma panela de pressão com água até a metade e deixe ferver
  • Assim que a água ferver, coloque as bananas higienizadas na água quente da panela de pressão para que levem choque térmico
  • Tampe e deixe em fogo alto até começar a chiar. Quando começar a apitar, abaixe o fogo e deixe na pressão por 10 minutos
  • Desligue e espere a pressão sair normalmente
  • Abra a panela e com a ajuda de um pegador, retire as bananas e deixe esfriá-las por 15 minutos.
  • Retire as cascas e coloque as polpas no liquidificador ou processador e bata com um pouco de água
  • Não deixe esfriar, bata a polpa quente até formar uma pasta bem homogênea, que é a biomassa
  • Guarde em porções pequenas: cubos para sucos e 1/2 xícara ou 1 xícara para pratos culinários.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por projetus
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vejam também

Área de lazer é inaugurada na Vila Ruy Barbosa em Salvador

Uma nova área de lazer foi inaugurada no bairro de Vila Ruy Barbosa, na Cidade Baixa, na n…