Home Destaques do Dia Consciência ambiental: restos de comida viram adubo na Ufba

Consciência ambiental: restos de comida viram adubo na Ufba

6 min read
0
0
204

Ao longo dos seus 30 anos de atuação na área de química, a professora doutora Zênis Novais da Rocha, do Instituto de Química da Universidade Federal da Bahia (Ufba), sempre se questionou porque só se dedicava ao ensino e à pesquisa. Atrelado a isso, ela desejava fazer algo para envolver os alunos no ramo do empreendedorismo.

Foi a partir desse questionamento, desse desejo e da ‘mãozinha’ do Papa Francisco que a professora Zênis idealizou o projeto de compostagem acelerada, por meio do qual desenvolveu uma tecnologia capaz de transformar restos de comida, como feijão, arroz e carne, em adubo orgânico.

“A ideia veio depois que o Papa Francisco apareceu em um dos telejornais convidando a população do mundo todo para cuidar da natureza. Na hora eu falei: ‘Ah, Papa, você já me ajudou’. Decidi fazer compostagem acelerada usando meu conhecimento de química. Foi aí que nasceu a Compostagem Francisco”, conta.

A betoneira e os trituradores usados na produção do fertilizante foram comprados pela professora Zênis
A betoneira e os trituradores usados na produção do fertilizante foram comprados pela professora Zênis

Compostagem Francisco é um projeto de extensão do Instituto de Química da Ufba que conta com a participação de estudantes de cursos de graduação e pós-graduação da universidade, além do professor mestre José Petronilio, também do Instituto de Química.

O projeto transforma resíduos de alimentos do Restaurante Universitário (RU) da Ufba em adubo em apenas uma hora. “Com 15 dias o nosso fertilizante está pronto para uso. A compostagem tradicional leva em torno de 120 a 140 dias para o adubo ficar pronto”, enfatiza o professor Petronilio. “Estamos fazendo essa balbúrdia”, completa.

Método de reciclagem

“Todo mundo fala da reciclagem de papel, papelão, plástico, mas não sabe que a compostagem é um método de reciclagem do material orgânico. E mais de 50% do resíduo gerado no Brasil é orgânico. Então, aplicando a compostagem, diminui significativamente a quantidade de resíduo porque o resíduo orgânico geralmente é o que produzimos em maior quantidade”, ressalta a estudante Verônica Machado Matos, integrante do projeto de extensão.

Verônica é formada em química e estudante do curso de engenharia ambiental da Ufba. O grupo Compostagem Francisco desenvolve a tecnologia do fertilizante há quatro anos. Atualmente, a equipe produz uma média de 60kg a 80kg de adubo por dia.

Professor Petronilio conta que parte do adubo é doado para manter hortas em escolas públicas, creches e na Colônia Penal Lafayete Coutinho
Professor Petronilio conta que parte do adubo é doado para manter hortas em escolas públicas, creches e na Colônia Penal Lafayete Coutinho

Inovando para preservar

A professora explica que, além do reaproveitamento dos resíduos orgânicos, o fertilizante tem uma qualidade superior a dos adubos produzidos pelo método tradicional e não gera resíduos, a exemplo do chorume. “Temos toda a análise biológica e físico-química que mostra que o fertilizante tem uma qualidade (superior). E todas as etapas do processo obedecem à legislação para a obtenção de um fertilizante orgânico composto”.

O grupo aplicou a mesma técnica aos resíduos de coco verde. “O coco verde leva de 10 a 12 anos para se degradar na natureza. É um tipo de resíduo que é muito importante tirar do meio ambiente porque acumula água. Com o Aedes aegypti a gente precisa eliminar esse tipo de moradia dos mosquitos”, afirma a professora.

Cascas de frutas e verduras da cantina do campus de Biologia também são usados na produção do fertilizante
Cascas de frutas e verduras da cantina do campus de Biologia também são usados na produção do
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por Pedro Silveira Leite
Carregar mais em Destaques do Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vejam também

Dois bandidos foram presos após terem feito funcionários e clientes de uma loja de reféns em Cajazeiras 8

Uma tentativa de assalto causou pânico entre clientes e funcionários da unidade das Lojas …