Home Brasil Advogado criminalista, Kakay diz que STF deveria julgar Adin em vez de habeas corpus de Lula

Advogado criminalista, Kakay diz que STF deveria julgar Adin em vez de habeas corpus de Lula

2 min read
0
0
286

Para o advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay, o Supremo Tribunal Federal (STF) “fulaniza” a discussão sobre a prisão após condenação em segunda instância ao julgar o habeas corpus preventivo do ex-presidente Lula. Nesta quinta-feira (22), a Corte julgará o pedido da defesa do petista.

A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, preferiu não pautar duas ações diretas de inconstitucionalidade (Adin) que tratam da possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

“É ruim que esse habeas corpus esteja sendo julgado e mobilize o país. O ideal seria julgar a ação direta de inconstitucionalidade, porque o resultado serviria para todos. É importante não fulanizar a discussão”, defendeu o advogado em entrevista à rádio Metrópole FM.

O especialista se arriscou a dar um palpite sobre o placar para o julgamento do habeas corpus: “Eu penso que a tendência seja uma decisão por 6 a 5, favorável ao ex-presidente responder em liberdade, seja por prisão imediata. Só de a decisão ser de 6 a 5 já demonstra que o STF tem que classificar esse entendimento para todos”.

“No meu entendimento, se a ministra Rosa Weber mantiver a posição, o Lula terá o direito de responder em liberdade”, acredita.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar Mais Por projetus
Carregar mais em Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vejam também

Bonfim ganha monumento pelo fim da intolerância religiosa

O monumento foi instalado em frente à Basílica, e cada letra tem 1,20 metro de altura e 27…